Navbar
22 de abril, 2017 | Autor(a): Maíra Leni

Saulo Alves

Tião Mourão

Características únicas

Saulo Alves, diretor executivo da Andrade Guitierrez em Belo Horizonte, é mineiro do interior e morador da capital desde 1989. Atualmente, exerce um dos cargos mais importantes dentro da multinacional mineira, responsável por projetos industriais, de infraestrutura, logística, mobilidade urbana e energia.
À frente da empresa presente no desenvolvimento nacional desde 1948, Alves aprecia os detalhes e características que fazem Belo Horizonte ser única, mas reconhece que a cidade precisa de mais atenção em certos pontos e melhorias em outros.

Sinal verde: Jeito de interior

Saulo Alves diz que BH, mesmo sendo uma das maiores e mais importantes cidades do Brasil, ainda mantém detalhes únicos, como os vistos nas cidades pelo interior do estado, seja no jeito da cidade, seja nos relacionamentos entre as pessoas. “Tem a característica de ainda ser uma cidade do interior, acolhedora, além do relacionamento entre as pessoas”, elogia.

Sinal amarelo: Insegurança presente

O sinal amarelo vai para a sensação de insegurança ainda presente, apesar das melhorias. “A segurança na cidade precisa ainda ser mais bem vista, estar mais presente. Pode ser melhor do que está sendo feita”, cobra.

Sinal vermelho: Mobilidade caótica

“O transporte público e a mobilidade urbana de Belo Horizonte estão caóticos. O metrô é um exemplo. É uma vergonha a cidade ter um sistema metroviário como o atual”, destaca o diretor.

 

Comentários