29 de setembro, 2017 | Autor(a): Agência Minas

Santuário Nossa Senhora da Piedade ganhará trem para transportar visitantes

Imagem: Divulgação

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Turismo e em parceria com a Arquidiocese de Belo Horizonte, vai melhorar ainda mais a mobilidade e acessibilidade aos visitantes do Conjunto Cultural, Arquitetônico, Paisagístico e Natural da Serra da Piedade, em Caeté, no Território Metropolitano.

Um trem de passageiros será a novidade que peregrinos e turistas irão encontrar no Santuário Nossa Senhora da Piedade, lugar que abriga a padroeira de Minas Gerais e que recebe, em média, 500 mil visitantes por ano.

Com a finalidade de incrementar o conjunto cultural, dois Termos de Cooperação foram assinados com a Arquidiocese de Belo Horizonte, guardiã do Santuário, para aquisição de uma locomotiva e cinco vagões e para a construção de uma estação de embarque e desembarque de passageiros.

O Governo de Minas Gerais já repassou R$ 240 mil à Arquidiocese para a efetivação da primeira etapa do projeto, com a aquisição de um cavalo mecânico, pneus novos, contrapeso e cinco vagões para o transporte de peregrinos e visitantes.

A contrapartida da Mitra Arquidiocesana é de R$ 136.400,00. O termo inclui também a entrega técnica do cavalo mecânico e a sua adequação ao projeto da locomotiva, conforme ilustração acima.

Será mais uma opção para que o peregrino possa subir ao Santuário, no mesmo itinerário que é feito atualmente por carro ou a pé, só que por um meio diferenciado e contemplativo, bem conhecido pelos mineiros: o trem de passageiros.

“Nosso objetivo maior é consagrar o Caminho Relogioso da Estrada Real (CRER) como destino turístico religioso de destaque mundial. Por meio da nova possibilidade de locomoção para nossos visitantes, temos mais um benefício a nosso favor”, diz o secretário estadual de Turismo, Ricardo Faria.

“Sem necessidade de grandes intervenções no conjunto cultural, o projeto contribui para que todos os turistas acessem de forma mais fácil e confortável o alto da Serra da Piedade, onde estão os principais atrativos do Santuário”, afirma a superintendente de Estruturas do Turismo, da Secretaria de Estado de Turismo, Cristiane Tavares.

Frequentador assíduo do Santuário, Wendel José considera a novidade interessante por resgatar parte da tradição mineira ao permitir que turistas contemplem a natureza local pela janela de um trem. “É um atrativo que vai permitir às pessoas apreciar a paisagem sem agressões ao patrimônio natural e cultural do Santuário”, diz.

Responsável pela Paróquia São João Batista, em Santa Luzia (MG), o padre Igor Batista afirma que o trem propiciará melhor conforto às pessoas com dificuldade de locomoção. “Que maravilha será compartilhar também com as pessoas idosas e ou com algum tipo de deficiência motora o desfrutar daquela maravilhosa paisagem”, comenta.

Publicados no mês de julho, no Diário Oficial do Estado, os termos têm validade de 365 dias. A Arquidiocese de Belo Horizonte está responsável por conduzir todo o processo licitatório para a compra do cavalo mecânico, e quando autorizado e liberado o recurso, para a contratação dos serviços de construção da estação de embarque de passageiros, na área do atual estacionamento de ônibus, a Praça Antônio da Silva Bracarena.

O projeto estabelece que não será um trem sobre trilhos, mas com pneus. Será um veículo adaptado como locomotiva, que poderá transportar até 100 passageiros por viagem, distribuídos em cinco vagões. O motor da locomotiva tem potência de 310 cavalos e o cavalo mecânico conta com caixa de transmissão automática.

Esse trem de passageiros irá percorrer 2,5  km, usando a via de asfalto entre a Praça Antônio da Silva Bracarena, no estacionamento, e a Praça Dom Cabral, no alto da Serra da Piedade, onde está o Santuário. Com a novidade, os veículos de passeio deixarão de subir ao alto da montanha, o que garantirá a exclusividade dos espaços para os visitantes.

O projeto de construção da estação de embarque de passageiros está em fase final de elaboração e adequações ambientais.

Santuário de Nossa Senhora da Piedade

O Santuário Nossa Senhora da Piedade está localizado a 48 km de Belo Horizonte e a 16 km da sede do município de Caeté. Em seis anos, teve um salto no número de visitantes, passando de 30 mil para 500 mil pessoas no ano.

Cenário de riquíssima beleza natural, a 1.746 metros de altitude, em 2017 o Santuário da Padroeira de Minas Gerais completa 250 anos como um dos principais destinos de peregrinação e religiosidade de Minas Gerais. Uma programação especial foi preparada para celebrar a ocasião a partir deste fim de semana (30/9 e 1/10).

Com acesso asfaltado e toda estrutura revitalizada para acolher bem os visitantes, o conjunto cultural conta, além dos atrativos religiosos, com restaurante, lanchonete, biblioteca, estacionamento e um observatório astronômico.

A Casa dos Peregrinos Dom Silvério é um ambiente especial para a hospedagem dos peregrinos e também para momentos de oração, meditação e realização de seminários.

Além de toda estrutura física e religiosa, o Santuário Nossa Senhora da Piedade é o ponto de partida do Caminho Religioso da Estrada Real (Crer), percurso turístico que liga a Serra da Piedade ao Santuário da Padroeira do Brasil, em Aparecida (SP).

Caminho Religioso da Estrada Real

Desenvolvido pela Secretaria de Estado Turismo de Minas Gerais, em parceria com o Instituto Estrada Real e com a Arquidiocese de Belo Horizonte e inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, o Crer se justifica a partir de um levantamento da intensidade do turismo religioso no país e nos atrativos de Minas Gerais.

O peregrino pode percorrer o caminho a pé, a cavalo, de bicicleta ou de jeep 4×4, em uma única viagem ou por etapas, conforme a sua disponibilidade. Ao todo, são 1.032 km que perpassam 38 municípios, sendo 32 em Minas Gerais e seis em São Paulo.

O lançamento oficial do Caminho Religioso aconteceu no início de setembro, no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté. O governador Fernando Pimentel participou da atividade, que reforça as ações de promoção do turismo religioso em Minas Gerais.

No lançamento do Crer, um grupo de peregrinos deu início à rota que liga o Santuário Nossa Senhora da Piedade ao Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo. Neste momento, os peregrinos estão na região de Carrancas, em Minas Gerais. A previsão de chegada ao Santuário Nacional é para o dia 9 de outubro.

Dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apontam que 8,1 milhões das viagens domésticas no Brasil são motivadas pela fé. Além disso, quase a metade dos brasileiros que vão a Aparecida todos os anos é de mineiros.

Comentários