2 de agosto, 2017 | Autor(a): Redação TUDO BH

Óleos essenciais: aliados poderosos contra as doenças de inverno

No inverno, os casos de gripe e resfriado aumentam, juntamente do consumo de medicamentos sem orientação profissional. De acordo com a Sociedade Mineira de Cardiologia (SMC), alguns antigripais têm na fórmula elementos que podem comprometer a saúde cardíaca.

O uso indiscriminado propicia aumento da pressão arterial e possíveis aparecimento ou agravamento de arritmias, inclusive as consideradas graves e que levam à morte. Porém, a medicina alternativa a base de óleos essenciais tem ganhado muitos adeptos e se mostrado eficaz nesses casos, amenizando os sintomas e até mesmo combatendo os causadores das doenças, evitando o abuso de medicamentos e efeitos colaterais ao corpo.

De acordo com Fabian Lazlo, cientista, pesquisador e aromatólogo, existem pesquisas científicas que comprovam o poder e a eficácia desses produtos: “Para destruir o vírus da gripe a nível aéreo, por exemplo, o óleo a base de canela ou bergamota – parente da mexerica –  são ótimo aliados, capazes de eliminar o vírus em 10 min. Eles podem ser utilizados em difusores, em torno de 5 a 10 gotas de acordo com um estudo científico”.

Fabian destaca que, para amenizar os sintomas da gripe, os óleos também podem ser utilizados em chás! “No chá de hortelã-pimenta, por exemplo, muito consumido nessas circunstâncias, podem ser acrescentadas 2 a 3 gotas do óleo dessa planta  (dentro da garrafa térmica com 1 litro do chá) para intensificar o poder de ação da bebida”.

Outra dica do especialista é utilizar o óleo essencial no mel: “Pode-se acrescentar 10 gotas em 30 gramas de mel, misturar e tomar as colheradas para dores de garganta e sintomas de resfriados em geral”. Ele sugere o óleo de copaíba ou ravensara, poderosos antigripais e indicados para sinusites e bronquites.

Fabian finaliza ainda explicando a diferença entre o óleo essencial e o comum é que o óleo essencial é extraído puro de plantas aromáticas por meio da destilação. “ É importante que a pessoa, quando for adquirir o óleo, verificar se o produto é puro e natural e evitar essências sintéticas.

Comentários