22 de maio, 2017 | Autor(a): Guilherme Aroeira

Modesto Araújo Neto

(Foto: Maria Tereza Correia)

Modesto Araujo Neto, presidente da Drogaria Araujo, é um cidadão belo- horizontino, orgulhoso de sua cidade e da história dela com a empresa. À frente de uma das maiores redes de farmácia do Brasil, fundada em 1906, Modesto fala da relação da Araujo com a cidade: “Começou logo na fundação da Araujo, criada quando Belo Horizonte tinha menos de 10 anos de existência. Então, posso dizer que tudo o que eu faço é para melhorar a qualidade de vida de todos os belo-horizontinos”, comemora.

Sinal verde: Hospitalidade, beleza e conforto

“O que BH tem de melhor, além da Drogaria Araujo, que não tem outra igual no Brasil, é sua comida, a hospitalidade, a paisagem. As montanhas que cercam a cidade são muito bonitas. Além da beleza, tem uma qualidade de vida muito boa. É uma cidade linda, com suas histórias próprias”, comenta.

Sinal amarelo: Menos burocracia e mais incentivo

“Eu acredito que nossos governos, tanto estadual quanto dos municípios, deveriam melhorar a vida das empresas e ser menos burocráticos. O meio empresarial sofre muito com isso. Então, se tanto municípios quanto o estado trabalhassem dessa maneira, todos ganhariam”, pondera.

Sinal vermelho: Urgências para uma cidade melhor

“Para a cidade melhorar, precisamos melhorar o trânsito. Já tivemos épocas com trânsito melhor e ele está deixando a desejar em muitos pontos. Além do trânsito, a segurança também precisa ser revista. Belo Horizonte, hoje, é uma cidade violenta e está ficando cada vez pior. As autoridades têm de dar grande atenção a esses dois pontos. Está ficando impraticável”, cobra.

Comentários