Navbar
25 de abril, 2017 | Autor(a): Guilherme Aroeira

Jovem sofre agreções racistas em Uberlândia

No último sábado (22), a pedagoga Dandara Tonantzin Castro, de 23 anos, usou as redes sociais para relatar a agressão sofrida em uma casa de shows na cidade de Uberlândia (MG).

Enquanto participava de uma festa de formatura de alunos do curso de Engenharia, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a convite de um amigo. Lá, foi abordada por outros convidados que arrancaram seu turbante, além de jogar cerveja nela.

Em seu perfil pessoal, Dandara relatou a agressão racista que sofreu na festa. (Foto: Dandara Castro/Arquivo Pessoal)

Dandara acionou a segurança da casa de eventos, que retirou os agressores do local. No boletim de ocorrência da polícia consta que a vítima se deslocou até o banheiro, e um grupo de mu

lheres que estava no ambiente também começou a zombar e fazer insinuações preconceituosas, além de ameaças, por ela ter sido responsável pela retirada dos namorados da festa.

Um dos agressores foi identificado e a jovem aguarda instauração de inquérito pela Polícia Civil para esclarecimento dos fatos. Ela também acionou a Ouvidoria do governo federal para relatar a agressão e os advogados que a representam também vão levar a denúncia ao Ministério Público.

Em seu Facebook, Dandara relatou o episódio de violência e racismo: “Ele acenou para os amigos virem, quando juntaram em uma rodinha um deles puxou o turbante da minha cabeça e jogou no chão. Quando fui catar, incrédula do que estava acontecendo, jogaram cerveja em mim. Muita cerveja. Fiquei cega, sai desesperada para achar meus amigos. Sabia que se ficasse ali poderia até ter mais agressões físicas”.

Comentários

Publicidade

LATERAL HOME 1 - Blog do PCO

Mais recentes

Publicidade

Your Ad Here

Publicidade

LATERAL HOME 3 - Viver Brasil