Navbar
Tudo BH
15 de abril, 2017 | Autor(a): Maíra Leni

Marcela Ohana

Pedro Vilela / Agencia i7

Para saborear e curtir

Marcela Ohana, empresária e proprietária da Dash Uniformes, é nascida, criada e apaixonada pela capital mineira. Marcela conta que aos 18 anos, morou durante um ano em Israel, durante um intercâmbio, mas que sempre sentia saudades da cidade.

Entre o que mais sentiu falta, está o tratamento clima receptivo e as diversas opções para compras e consumo. “Acho a cidade ótima, com pessoas muito acolhedoras, além de te oferecer o que há de melhor de gastronomia, e na moda também. Belo Horizonte é uma cidade grande, mas mantém o calor das pessoas”.

Sinal verde: Vida gastronômica da cidade

“Temos restaurantes excelentes. O belo horizontino tem excelentes opções. Entre elas, gosto muito da Mercearia 130, tanto o da Serra quanto do Lourdes, que tem um cardápio excelente. O Café com Letras, que pra mim, é um lugar ímpar. E tem ainda o Empório Paraíso também, que é uma excelente opção. São inúmeras opções, desde uma cozinha mais refinada, até um espaço mais simplório”, elogia.

Sinal amarelo: Limpeza

“A cidade pode melhorar e muito na limpeza. No sentido de tanto na educação das pessoas, quanto melhorar as coletas seletivas e reciclagem. Há a reciclagem, mas ela ainda não atende a cidade como ela precisa” sugere.

Sinal vermelho: trânsito, transporte publico e segurança

“Temos muitos carros, e precisamos de opções alternativas. Falta os responsáveis e a prefeitura de BH melhorar o transporte, com mais qualidade, porque assim menos pessoas utilizam carros. Deveria haver mais investimento e inocação. E na segurança, mais patrulhamento, atendimento mais rápido de ocorrências”, lamenta.

Comentários