Navbar
29 de maio, 2017 | Autor(a): Guilherme Aroeira

Junho festivo

Basta a temperatura cair e o mês de junho começar a bater na porta para que todos comecem a desejar intensamente caldos, canjicas, feijão tropeiro, quadrilha, quentão, paçoca, cocada, pescaria, fogueira e tantos outros pratos e rituais da cultura brasileira. E o mais legal é que tudo isso pode ser resumido e encontrado em duas palavras: festa junina!

Na capital mineira, a cultura dessas festas está mais que viva. Além dos grandes eventos e apresentações escolares, a festa junina com o clima de cidade do interior mantém público cativo em tradicionais bairros da cidade. Para entrar no clima, fomos conferir de perto os preparativos para as celebrações que acontecem logo mais.

Bairro Gutierrez

O engenheiro de 28 anos Danilo Maia ou, para os mais íntimos, Danilinho, desde a infância e juventude sempre

Danilo Maia, do bairro Gutierrez. Foto: Pedro Vilela / Agencia i7

esteve envolvido com as atividades sociais da igreja Santíssima Trindade. Depois de já ter visto grandes festas organizadas no bairro e elas cessarem por um tempo, ele resolveu produzir uma em 2010, mesmo quando pessoas à sua volta diziam que não deveria. Danilo correu atrás de patrocinadores, parcerias e ajuda da comunidade e fez acontecer. Hoje, ele se uniu completamente à igreja para ajudar na realização da festa da Santíssima Trindade, que equivale à festa junina do bairro. “Com essa união, a festa virou um evento mais para a comunidade mesmo. Recebemos muitas famílias, todos os grupos ligados à igreja ajudam na organização e faz muito sucesso. Acredito que já chegamos a ter um público de mil pessoas”, conta.

Dia 11 de junho, na praça Leonardo Gutierrez

Marcia Helena, Creche das Rosinhas. (Foto: Pedro Vilela / Agencia i7)

Bairro Serra

Chegando à sua 21ª edição, o Arraial da Serra, além de levar para a rua barraquinhas com comidas típicas e apresentação da quadrilha de dança junina do grupo Casa do Chapéu, tem uma missão ainda maior. Organizado pelo grupo espírita Francisco de Assis, a festa levanta fundos para ajudar a manter a Creche das Rosinhas, no bairro São Lucas, e a Casa da Soledade, no Cafezal. “Estamos todos envolvidos para fazer acontecer porque, além de tudo, é uma causa muito importante que envolve nosso crescimento espiritual. Então todo mundo participa montando, decorando e até na venda dos produtos. É uma festa muito prazerosa para todas as famílias”, explica Marcia Helena Gomes, uma das voluntárias do grupo espírita à frente da organização.

3 de junho, às 16h, na rua Herval (entre Capivari e Palmira)

Bairro Anchieta

Paulo Omar, presidente da Amoran (Foto: Fabio Dias / Agencia i7)

Tendo uma população composta por 90% de pessoas católicas, a festa junina do bairro Anchieta é realizada anualmente graças à parceria entre a igreja São Mateus e a Associação de Moradores do Anchieta (Amoran). “A festa já existe há muitos anos, é muito tradicional aqui. Chega na hora, o pessoal sempre improvisa uma dança de quadrilha, tem muita canjica doce, salgada, churrasco e outras coisas. Para executar, a gente conta com a ajuda da comunidade arrecadando doações e todo mundo faz de tudo um pouco. A única coisa que não segue as regras é que, apesar de ser festa junina, a gente faz ela em julho”, diverte-se Paulo Omar Nascimento, presidente da Amoran.

8 de julho, rua Itapema (em frente à Amoran)

Comentários

Publicidade

LATERAL HOME 1 - Blog do PCO

Mais recentes

Publicidade

Your Ad Here

Publicidade

LATERAL HOME 3 - Viver Brasil