24 de janeiro, 2018 | Autor(a): Agência Minas

Fóruns Regionais de Governo reforçam diálogo com a população sobre segurança pública

As ações levadas pelo sistema de segurança pública do Governo de Minas Gerais para o circuito dos Fóruns Regionais, em 2017, somaram aproximadamente 8,2 mil participantes, sem contar o público que visitou os estandes. Só o serviço da Polícia Civil (PCMG) de emissão da carteira de identidade atraiu cerca de 3 mil pessoas, que puderam tirar de graça o documento.

Além da prestação de serviços, foram realizadas atividades educativas e reuniões com prefeitos e lideranças regionais para conhecer a realidade local, em relação ao combate à criminalidade, às políticas socioeducativas e de prevenção às drogas.

Durante os eventos, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) montou um gabinete estratégico, com atendimento integrado por gestores da secretaria e representantes da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O objetivo foi ouvir as necessidades e receber as demandas dos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças políticas dos municípios e dos microterritórios.

Segundo a Sesp, no gabinete estratégico, as demandas são discutidas, registradas e depois todos os prefeitos recebem retorno dos pedidos, com detalhamentos, e materiais que poderão contribuir para um trabalho integrado que melhore a segurança da população.

“A Sesp tem pautado suas ações dentro da proposta do governo de ouvir para governar melhor. Esse diálogo é necessário, levando em conta a grande extensão territorial do Estado e as especificidades de cada região nas demandas de segurança. Estamos atentos e sensíveis a essas questões. Os relatos registrados durante os Fóruns, inclusive, nos ajudarão a planejar a segurança pública de forma cada vez mais assertiva”, destacou o Secretário adjunto de Segurança Pública, Ailton Lacerda.

Prevenção às drogas

A prevenção ao uso de drogas também foi amplamente trabalhada junto à comunidade. A Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod) da Sesp levou para os Fóruns, atividades lúdicas e educativas para os jovens da rede pública de ensino e capacitação para os professores e profissionais das redes estadual e municipal.

Cerca de 750 alunos participaram da maratona da prevenção às drogas durante o circuito dos Fóruns em 2017. “Consiste em uma gincana que envolve os adolescentes com a diversão, trabalhando elementos essenciais para uma vida saudável, sem drogas”, explica Patrícia Magalhães, subsecretária de Políticas Sobre Drogas da Sesp.

As capacitações para enfrentar e prevenir o uso de drogas no ambiente escolar reuniram 500 educadores – Crédito: Divulgação/Sesp

As capacitações para enfrentar e prevenir o uso de drogas no ambiente escolar reuniram aproximadamente 500 educadores. O treinamento é baseado nas Diretrizes Internacionais de Prevenção que auxiliam os educadores a identificar o problema, prevenir e orientar os jovens a buscarem ajuda.

Os profissionais são informados sobre os diferentes tipos de entorpecentes e como se dá a dependência química, sendo preparados para lidar com o possível problema dentro de sala de aula. “O educador deve atuar como multiplicador da prevenção. Por isso, precisa levar orientação e apoio aos pais que, muitas vezes, também estão desestruturados sobre como assumir uma função ativa na vida dos filhos”, observa a subsecretária de Políticas Sobre Drogas.

A Polícia Civil e a Polícia Militar também investiram em prevenção, com ações que chamaram a atenção do público. As palestras da PCMG sobre as drogas e suas consequências no ambiente familiar e escolar contaram com a presença de 4 mil pessoas entre jovens, crianças e adultos.

Serviços essenciais

A estrutura montada pela Polícia Civil nos encontros dos Fóruns Regionais, uma delegacia móvel, ofereceu uma lista enorme de serviços aos cidadãos, como a emissão da carteira de identidade, atestado de antecedentes e registro de ocorrências. Em torno de 2,8 mil pessoas tiraram de graça o documento de identidade.

No mesmo local, o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) disponibilizou consulta ao IPVA, emissão de guia, requerimento de certidão negativa de propriedade do veículo, alteração de endereço, consulta sobre a situação do veículo, multa e pontuação na carteira, solicitação de CNH, emissão de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), entre outros.

Segundo a delegada Carolina Bechelany, da Assessoria de Planejamento Institucional da Polícia Civil, a corporação se mobilizou em todo o estado para as atividades dos Fóruns Regionais.  “De forma específica, para a Polícia Civil tem sido uma oportunidade única levar e informar aos cidadãos do interior do estado os serviços prestados, aproximar da população e mostrar as ações da PC. Outro ponto positivo foi a integração entre os diferentes órgãos de governo, propiciando ótimas parcerias” afirmou a delegada.

Segurança preventiva

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG) também estiveram nos 15 Fóruns Regionais realizados em 2017. ” A Polícia Militar considera os Fóruns uma importante ferramenta de interação com a população e participou ativamente de todos os encontros. Nossas equipes puderam conhecer as demandas regionais mais específicas, que vão contribuir com nossas estratégias de atuação”, afirmou o coronel André Leão, subcomandante da PMMG.

As Regiões da Polícia Militar (RPMs), responsáveis por gerenciar o policiamento nas diversas cidades, foram mobilizadas para as atividades. A PM apresentou os programas desenvolvidos pela corporação em cada território e participou das reuniões com prefeitos, vereadores e representantes da sociedade civil que fazem parte dos colegiados executivos dos Fóruns.

No estande uma equipe de policiais militares prestou esclarecimentos sobre diversos projetos: o Programa de Educação Ambiental (Progea); o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd); o projeto Celular Seguro e o funcionamento das Redes de Vizinhos e de Comércio Protegidos.

No estande uma equipe de policiais militares prestou esclarecimentos sobre diversos projetos – Crédito: Neimar Costa

O público ainda conheceu o trabalho feito pela patrulha rural, o policiamento ambiental e recebeu orientações e alertas de defesa civil. A base comunitária móvel da PM distribuiu dicas de segurança, recebeu registro de ocorrências, denúncia e sugestão de policiamento. O PM Amigo Legal também interagiu com o público. O personagem foi criado para mostrar, de forma lúdica, o papel da PM junto à comunidade.

Além de assistirem ao teatro de bonecos sobre prevenção de acidentes, as pessoas puderam visitar a exposição de animais empalhados (raposa, onça-pintada, jaguatirica, lobo-guará, etc). Também foram demonstrados equipamentos operacionais e materiais rodoviários, como o bafômetro, radar móvel e o medidor de ruído.

Diálogo estratégico

O plano de expansão do Corpo de Bombeiros nos territórios foi um dos assuntos tratados nos Fóruns Regionais. Representantes da corporação se reuniram com gestores municipais e prefeitos para expor as metas e avançar nas tratativas para a concretização do plano de ampliação das unidades do Corpo de Bombeiros no estado.

“Em todas as cidades em que estive, percebi que a população enxerga um Estado mais próximo e que traz o cidadão mineiro para participar do processo decisório. Em relação ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, esse novo modo de gestão reflete no planejamento de nossas ações, como a instalação, de forma estratégica, de postos avançados de Bombeiros Militar e pelotões”, ressalta o comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, coronel Cláudio Roberto de Souza.

Mais de 70 bombeiros se revezaram no estande da corporação durante o circuito dos Fóruns Regionais. Eles tiraram dúvidas e prestaram informações sobre regularização de edificações (segurança contra incêndio e pânico) e sobre o licenciamento para abertura de empresas.

Os bombeiros ainda deram orientações para prevenção de incêndios e realizaram exposição de equipamentos de salvamento em altura, de combate a incêndio florestal e urbano. Em alguns territórios houve simulação de resgate.

Comentários