Navbar
29 de maio, 2017 | Autor(a): Agência Brasil

Filme “The Square” ganha Palma de Ouro no Festival de Cannes

O filme The Square, dirigido pelo sueco Ruben Ostlund, levou a Palma de Ouro hoje (28), no Festival de Cannes, que na 70ª edição também premiou como melhores interpretações a alemã Diane Kruger e o americano Joaquin Phoenix. As informações são da agência EFE.

Foi uma ampla lista anunciada pelo presidente do júri, Pedro Almodóvar, que incluía um prêmio especial para Nicole Kidman. Títulos e nomes esperados na maioria dos casos, exceto o prêmio principal que foi para um filme de humor e ironia, que não aparecia entre os favoritos.

O Grande Prêmio do Júri, o prêmio da crítica, foi para o francês 120 Beats Per Minute, de Robin Campillo, que narra a história de um grupo de ativistas durante epidemia da aids nos anoa 1980. Segundo Almodóvar, um longa que o emocionou “do início ao fim”.

No campo das atuações se cumpriram todos os prognósticos. A alemã Diane Kruger levou o prêmio a melhor atriz pelo drama de uma mulher em busca de vingança, após a morte do marido e do filho em um atentado terrorista em In the Fade, de Fatih Akin.

“Não posso aceitar este prêmio sem pensar em todos os que foram afetados pelo terrorismo, que tentaram reconstruir suas vidas e seguir adiante”, disse a atriz, ao subir ao palco.

Já o prêmio de melhor ator foi para Joaquin Phoenix, que revelou que não imaginava vencer, pela atuação no suspense You Were Never Really Here, da escocesa Lynne Ramsay.

O prêmio de melhor roteiro teve dois vencedores: The Killing of a Sacred Deer, do grego Yorgos Lanthimos; e ou You Were Never Really Here.

Na categoria melhor direção quem venceu foi Sofia Coppola, por The Beguiled, um filme de amor passado na época da Guerra de Secessão e protagonizado por Nicole Kidman. Apesar de muito aplaudida, a produção não estava entre as apostas dos especialistas.

A lista de premiados teve ainda o longa russo Nelyubov, de Andrey Zvyagintsev, que faz uma crítica sobre a sociedade atual e que ganhou o Prêmio do Júri.

Comentários