13 de junho, 2017 | Autor(a): Guilherme Aroeira

Cristiano Ronaldo é acusado de sonegar 14,7 milhões de euros

Segundo a denúncia, o fato aconteceu entre os anos de 2011 e 2014.

O atacante português Cristiano Ronaldo está sendo acusado pelo Ministério Público da Espanha, por meio da procuradoria de Madrid, de fraudar 14,7 milhões de euros (aproximadamente R$ 52 milhões) em impostos. Em comunicado divulgado nesta terça-feira, o órgão acusa o jogador de “quatro delitos contra a Receita cometida entre os anos de 2011 e 2014”, que supõe “uma fraude tributária de 14.768.897,40 de euros”.

Segundo a procuradoria, Cristiano Ronaldo utilizou “uma estrutura corporativa criada em 2010 para esconder do fisco as rendas oriundas dos direitos de imagem na Espanha, algo que supõe uma violação ‘voluntária’ e ‘consciente’ de suas obrigações ficais na Espanha”.

Cristiano teria simulado ceder seus direitos de imagem a uma empresa com sede nas Ilhas Virgens Britânicas e da qual era o único sócio em um contrato assinado em junho de 2009. A empresa, por sua vez, cedeu os direitos à outra empresa com sede na Irlanda, com nome de Multisports & Image Management LTD que, de fato, se dedicou à gestão e exploração dos direitos de imagem do jogador.

A procuradoria espanhola alega ainda que a primeira cessão “tinha como única finalidade a interposição de uma tela para ocultar” do fisco espanhol “a totalidade das receitas obtidas pelo denunciado pela exploração de sua imagem”.

Comentários

Publicidade

LATERAL HOME 1 - Blog do PCO

Mais recentes

Publicidade

Your Ad Here

Publicidade

LATERAL BANNER - viver brasil