Navbar
16 de março, 2017 | Autor(a): Pedro Leone

Brasil unificado

Se atrapalhando em seus próprios passos, Temer tem constrangido até mesmo seus aliados

Aos poucos, o presidente em exercício Michel Temer vai cumprindo suas promessas. Principalmente, aquela feita logo em sua posse após o golpe contra Dilma Rousseff, em que era necessário unificar o Brasil.

Se continuar no ritmo em que está, em breve o país não estará mais dividido entre anti-petistas e esquerdistas, coxinhas ou mortadelas. Graças ao aparentemente incansável esforço da cúpula de Temer e seus ministros, em breve poderemos ser todos Fora Temer.

Veja a evolução: em 2013 e 2014, com várias manifestações massivas de classes tradicionalmente vermelhas como a de professores, receberam chuvas de críticas por inviabilizarem o trânsito nas capitais, além de vir sendo encaradas há muito tempo como um ato de baderneiros, ou militantes mal intencionados buscando a violação do direito de terceiros. Mesmo em tempo recente, a paralisação de alunos de escolas por todo o país foi mal vista por uma parcela considerável da população, principalmente seus pais com pensamento político diferente.

Do outro lado, os famosos “panelaços”, além dos buzinaços e toda manifestação direcionada contra o PT durante o processo de impeachment de Dilma foram rapidamente taxados de elitistas e também jogado na fossa das críticas das redes sociais.

Ontem não. Pela primeira vez em sabe-se lá quanto tempo, uma manifestação que atingiu todas as capitais do país, em grande escala, não teve críticas focados aos seus propósitos de forma significativa. A reforma da previdência proposta pelo governo, unida seguramente à avalanche de declarações absurdas de seus membros, tem descido tão quadrada para os brasileiros que mesmo quem apoia Temer tem dificuldade de expôr argumentos a favor da nova aposentadoria.

Houve um tempo em que um grupo de salva-vidas aparecia a cada mancada de Temer para mostrar apoio ao seu mandato. Agora, quando o presidente diz que a mulher é importante no lar e nas contas do supermercado, o constrangimento é tanto que até sua própria esposa não conseguiu vir à público mostrar algum outro lado da moeda.

Se o objetivo era unificar o Brasil, ao que tudo indica Temer está conseguindo.

Comentários