Navbar
Tudo BH
22 de maio, 2017 | Autor(a): Maíra Leni

Alunos-atletas que disputaram o Jemg participam de grandes competições nacionais

Raphael Oliveira/CBV

Os Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg), realizados pelas Secretarias de Estado de Esportes (Seesp) e Educação (SEE), são a porta de entrada para muitos estudantes no desporto e paradesporto. Muitos desses competidores buscam investir nas modalidades e participar de disputas para alavancarem suas carreiras esportivas.

É o caso de Álvaro Dourado Barbosa, Jean Fernandes Alves e Marcos Vinícius Coelho que, na última semana, disputaram o Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) na categoria sub-18 masculino da divisão especial, em Uberlândia, Território Triângulo Norte.

O campeonato, organizado pela Federação Mineira de Voleibol (FMV) e dirigido pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), contou com a participação de oito seleções representando os estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Os mineiros encerraram a competição com o segundo lugar, atrás dos paranaenses.

Foco na carreira

Marcos Vinícius Coelho, de 16 anos, joga vôlei desde 2014 e participou do Jemg em 2016, considerando a experiência de grande importância para sua carreira.

“Tive a oportunidade de aprender muitas coisas que não percebia nos treinos, como erros recorrentes na marcação de bloqueio, na postura do passe e no movimento de ataque. Assim, depois eu pude melhorar”, relata o jovem.

Atualmente, Marcos joga nas categorias de base do Minas Tênis Clube, mas começou no time do Cruzeiro treinado por Manoel Pereira, também técnico da seleção mineira. “Para mim, a competição é uma grande experiência. Aliás, é o campeonato de maior nível de voleibol do Brasil, uma das melhores coisas que pude ter na base”, completa.

A partir de desta terça-feira (23/5) até sábado (27/5), Uberlândia também sediará outra categoria do Campeonato Brasileiro de Seleções: a sub-17 feminino da divisão especial.

A técnica da delegação mineira, Mirtes França, também foi campeã do Jemg por várias vezes e esteve com suas atletas nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) – competição nacional para a qual os campeões escolares estaduais se classificam. Em 2012, treinou a jogadora Fernanda Campos, que venceu o Jemg e, atualmente, é vice-campeã da Superliga pelo Osasco.

Paratletas também se destacaram em duas grandes competições realizadas neste ano: os Jogos Parapan-Americanos de Jovens, realizados em São Paulo (SP) em março, e na etapa Centro-Leste do Circuito Caixa Loterias, em Brasília no mês de abril.

Na primeira, dos 14 representantes de Minas Gerais, nove já disputaram o Jemg e contribuíram para a vitória brasileira, trazendo medalhas nas modalidades de atletismo, halterofilismo, goalball, natação, tênis em cadeira de rodas e tênis de mesa.

Já na segunda, a atleta de maior pontuação no naipe feminino, Laila Garcia, foi campeã do Jemg em 2015 e contribuiu para a marca de 281 medalhas mineiras na competição.

Etapa microrregional

Desde 1º de maio e até 18 de junho, na primeira fase do Jemg, a microrregional, passará por 49 cidades mineiras, divididas de acordo com as Superintendências Regionais de Ensino (SRE) da Secretaria de Estado de Educação.

Na semana passada, os classificados para a etapa regional foram conhecidos em mais sete cidades: Carangola (Mata), Cássia (Sudoeste), Mariana (Metropolitano), Nova Serrana (Oeste), Ponte Nova (Caparaó), São João Evangelista (Vale do Rio Doce) e Santa Vitória (Triângulo Norte).

Nesta semana, alunos-atletas de 140 municípios competem em outras sete cidades-sede: Januária (Norte), Montes Claros (Norte), Muriaé (Mata), Pedra Azul (Médio e Baixo Jequitinhonha), Prata (Triângulo Norte), São João Del Rei (Vertentes), Teófilo Otoni (Mucuri) e Varginha (Sul).

Jemg

O Jemg, o maior e mais importante programa esportivo-educacional do estado, é uma ferramenta pedagógica que valoriza a prática do desporto e a construção da cidadania de jovens alunos-atletas. Realizado pelo Governo de Minas Gerais permite que todas as escolas de ensino fundamental e médio dos 853 municípios mineiros participem.

Comentários